Sensores e atuadores no auxílio locomotivo de um deficiente visual no contexto de uma cidade inteligente
Sensores e atuadores no auxílio locomotivo de um deficiente visual no contexto de uma cidade inteligente
Talk: Sensores e atuadores no auxílio locomotivo de um deficiente visual no contexto de uma cidade inteligente Desenvolvimento, IoT, Technology
#assistivetechnology #iot #raspberrypi #blind
Mais informações
Descrição:

Eu e meu irmão Alexandre Calaça Silva dedicamos um estudo de necessidades de deficientes visuais junto à Biblioteca Braille José Alvares de Azevedo (Goiânia), onde é um lugar especializado em livros para esse contexto e apenas trabalham deficientes visuais. De diversas necessidades, propomos um protótipo que identifica obstáculos aéreos e envia dados para nuvem, a fim de avisar parentes ou amigos do deficiente visual a respeito de algumas situações como, por exemplo, uma colisão frontal ou queda. Fizemos, então, o protótipo e o testamos, fazendo vários vídeos com alguns deficientes usando e observando a reação e também a eficácia do dispositivo. Além disso, propomos que o protótipo, também, ajudasse um cego-surdo. Assim, pesquisando, encontramos o método tadoma, que, é um método tátil de conversa com um cego-surdo e implementamos uma função no protótipo para atender o mesmo. Aliado a isso, iremos propor uma pequena análise do plano diretor da cidade de Goiânia e suas perspectivas para a mobilidade urbana, e, iremos mostrar -- em um contexto pequeno -- pequenas mudanças tecnológicas para que trechos da cidade se tornem inteligentes no que concerne à melhoria da locomoção de um deficiente visual.



Palestrantes:

Luiz Fernando Calaça Silva Goianiense, graduado em Sistemas de Informação pela Faculdade Delta (GO). Atua como servidor público desde 2014, tendo trabalhado com desenvolvimento de software na Saneamento de Goiás (SANEAGO) e, atualmente, na Assembléia Legislativa de Goiás na Divisão de Desenvolvimento e Análise de Sistemas. Desenvolveu como trabalho de conclusão de curso, sob a supervisão do Professor Me. Reinaldo de Souza Júnior (Faculdade Delta) e com a ajuda de deficientes visuais da Biblioteca Braille José Álvares de Azevedo (Goiânia), um dispositivo baseado em hardware livre, no contexto da Internet das coisas, que auxilia na locomoção de deficientes visuais. A banca do trabalho foi composta juntamente com os professores: Dr. Sérgio Teixeira de Carvalho (UFG) e Me. Leonardo Antônio Alves (UFG) e suas avaliações deram a nota máxima. Atualmente, é Mestrando em Ciências da Computação pela Universidade Federal de Goiás e especializando em Desenvolvimento de Software Full Stack.



Nível:

Intermediário

Comentários

Lembre-se que para comentar você deve participar da atividade.

Sobre esta atividade