Cookies disclaimer

I agree This website or its third party tools use cookies, which are necessary to its functioning and required to achieve the purposes illustrated in the cookie policy. If you want to know more or withdraw your consent to all or some of the cookies, please refer to the cookie policy. By closing this banner, scrolling this page, clicking a link or continuing to browse otherwise, you agree to the use of cookies.

Campuse.ro
Planetários Digitais, Revolução Pós-Copernicana. #CPBR9
Planetários Digitais, Revolução Pós-Copernicana. #CPBR9
Talk: Planetários Digitais, Revolução Pós-Copernicana. #CPBR9 Astronomy / Aerospace, Science
#CPBR9 #FEELTHEFUTURE #CIENCIA
More Information
Description:

Ao longo dos anos 50 e 60, os planetários firmaram-se como instituições autônomas. A partir de então, deixaram de ser apenas simuladores de céu e tornaram-se populares centros de referência para divulgar conhecimento astronômico. As tradicionais sessões de planetários (narrações gravadas e efeitos visuais pré-programados) estimularam a plateia visual e auditivamente por gerações. Estas sessões foram chamadas de “shows de estrelas”, onde a preocupação maior era apenas mostrar imagens celestes vistas a partir da superfície da Terra.
Hoje, com a tecnologia digital, o equipamento utilizado permite um espetáculo cultural com dimensões cinematográficas. Os efeitos de multimídia aproximam os projetores de hoje aos simuladores 3D dos parques temáticos mais modernos do mundo. A tecnologia usada em planetários compreende recursos multimídia variados. Todo este aparato tecnológico estimula os sentidos e permite elevados níveis de imersão. Porém, a revolução real foi libertar a visão geocêntrica dos planetários analógicos para uma visão cósmica digital que permite ver o Universo de qualquer ponto de vista.


Speakers:

Naelton Mendes de Araujo
Astrônomo e divulgador científico. Mestre em educação, gestão e difusão em Ciências pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) dissertando sobre Planetários na Web. Bacharel em Astronomia pela UFRJ defendendo projeto em Radioastronomia. Atualmente é astrônomo e planetarista da Fundação Planetário da Cidade do Rio de Janeiro onde programa e opera planetários digitais. Fundador dos Encontros Nacionais de Astronomia (Enast) e listowner da lista eletrônica Urânia Brasil. Veterano da primeira Campus Party Brasil.


Level:

Beginner

Comments

Remember that to comment you must participate in the activity.

About this activity