Cookies disclaimer

I agree Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies, que são necessários para seu funcionamento e necessários para alcançar os propósitos ilustrados na política de cookies. Se quiser saber mais ou retirar o seu consentimento para todos ou alguns dos cookies, consulte a política de cookies. Ao fechar este banner, deslocando esta página, clicando em um link ou continuando a procurar de outra forma, você concorda com o uso de cookies.

Campuse.ro
Realidade virtual e 360 graus: o audiovisual rumo as Sagas de Diaspar de Arthur Clarke e o Holodeck de Star Trek
Realidade virtual e 360 graus: o audiovisual rumo as Sagas de Diaspar de Arthur Clarke e o Holodeck de Star Trek
Talk: Realidade virtual e 360 graus: o audiovisual rumo as Sagas de Diaspar de Arthur Clarke e o Holodeck de Star Trek Game
Mais informações
Descrição:

O cinema e a televisão nunca caminharam sozinhos, tendo se utilizado de estéticas e tecnologias existentes e se reinventado para assimilar inovações quando necessário.
Ao manipular imagens em movimento para oferecer uma ilusão de realidade, o audiovisual tornou-se também um instrumento sensorial que cria realidades virtuais.
Tal como nas sagas imaginadas pelo escritor Arthur Clark em "A Cidade e as Estrelas" e o Holodeck da série Star Trek, o cinema, a televisão e os games estão indo em direção a uma hiper-realidade.
Como trabalhar em um ambiente onde o conteúdo audiovisual precisa ser repensado e planejado a partir de uma perspectiva onde as telas e o público convergem e interagem entre si?


Palestrantes:

Almir Almas
Cineasta, VJ, videoartista. Doutor em Comunicação e Semiótica pela PUC/SP, Professor e Pesquisador do Programa de Pós-Graduação em Meios e Processos Audiovisuais e do CTR/ECA/USP. Membro do Coletivo de Arte Cobaia, do Grupo Era Transmídia e da Diretora da Sociedade Brasileira de Engenharia de Televisão. Pesquisa e realiza trabalhos em televisão digital, interatividade, cinema, videoarte, arte eletrônica, intervenção urbana e cultura japonesa. Foi bolsista no Japão, com atuação em produção televisiva (AOTS/ABK e MITI/Governo do Japão), em 1993/1994; e Fundação Japão, em 1999. Possui publicações em TV, cinema, vídeo, arte & tecnologia e poesias. Dentre as publicações, destaque para o livro "Televisão digital terrestre: sistemas, padrões e modelos", publicado pela Alameda Editorial, em 2013.

Salustiano Fagundes
Empreendedor na área de inovação tecnológica, fundador da HIRIX Engenharia de Sistemas e CEO da HXD Smart Solutions, uma das empresas brasileiras que desde 2007 vem “pensando e fazendo a nova televisão”. Tem participado como conferencista em diversos congressos, workshops e seminários no Brasil e no exterior, abordando temas relacionados ao futuro do audiovisual. Foi vice-presidente da SUCESU (Sociedade dos Usuários de Informática e Telecomunicações); avaliador do Prêmio Dorgival Brandão da Qualidade e Produtividade em Software (MCTI/PBQP/Softex) - criado para promover a melhoria da qualidade e o aumento da competitividade da indústria brasileira de software; e membro do Conselho Deliberativo do Fórum do Sistema Brasileiro de TV Digital Terrestre (Fórum SBTVDT). Atualmente participa do Grupo de Pesquisa de Novas Mídias da Sociedade Brasileira de Engenharia de Televisão (SET) e do LabArteMidia-Laboratório de Arte, Mídia e Tecnologias Digitais da USP.

Rodrigo Terra
Diretor audiovisual e transmídia. Criativo e apaixonado por tecnologia. Não distigue mais a diferença entre um software e um vídeo digital. Diretor de Negócios da EraTransmidia, consultor em produção de conteúdo transmídia.


Nível:

Iniciante

Comentários

Lembre-se que para comentar você deve participar da atividade.

Sobre esta atividade