Cookies disclaimer

I agree This website or its third party tools use cookies, which are necessary to its functioning and required to achieve the purposes illustrated in the cookie policy. If you want to know more or withdraw your consent to all or some of the cookies, please refer to the cookie policy. By closing this banner, scrolling this page, clicking a link or continuing to browse otherwise, you agree to the use of cookies.

Campuse.ro
O que a inovação tem a ver com o Punk Rock? #CPBR11
O que a inovação tem a ver com o Punk Rock? #CPBR11
Talk: O que a inovação tem a ver com o Punk Rock? #CPBR11 Technology
#CPBR11 #FEELTHEFUTURE
More Information
Description:

A inovação tem, sim, muito a ver com o punk rock. Nesse painel, a Visa convida músicos para debater disrupção e traçar os paralelos entre o movimento que revolucionou o cenário musical da década de 80 e as mudanças tecnológicas que transformam comportamentos e ditam tendências hoje em dia.



Speakers:

Percival Jatobá é responsável pela estratégia de soluções e produtos inovadores da Visa no país. A prospecção de novas oportunidades de negócio, a cocriação de soluções para o consumidor e o suporte aos clientes no desenvolvimento de suas estratégias de produtos também estão entre as suas prioridades e foco de atuação. Liderou importantes projetos da Visa no Brasil no último ano, como a chegada do Innovation Studio em São Paulo, a introdução dos wearables de pagamento, a implementação de soluções como a tokenização, o Visa Checkout e a co-criação do primeiro chatbot do varejo eletrônico do país. O executivo também estabeleceu parcerias com as principais aceleradoras de startups do país como a Startup Farm e a Kyvo/GSV Labs com o objetivo de fomentar a indústria de pagamentos eletrônicos com potenciais parceiros de negócios. Há quase 30 anos na indústria de meios eletrônicos de pagamento, o executivo uniu-se a Visa do Brasil em 1996. Antes de ingressar na Visa, Percival trabalhou 6 anos na American Express.

 



Figura ilustre da cena punk rock brasileira, Clemente Nascimento, em 1978, já era baixista do Restos de Nada, considerado o primeiro grupo punk paulista. Em 1981 fundou o Inocentes, banda que o consagrou no cenário nacional. Atualmente, além do Inocentes, Clemente está à frente da Plebe Rude e tem se dedicado ao primeiro projeto solo intitulado “Clemente e A Fantástica Banda Sem Nome”.  Mas o envolvimento de Clemente com a música não para por aí, ele atua também nos bastidores, e no final da década de 90 foi produtor musical da gravadora Paradoxx e do programa Musikaos na TV Cultura. No início dos anos 2000 ingressou no mundo da música digital através do Showlivre.com, que tem desenvolvido um trabalho fundamental para o cenário musical atual. Além do Showlivre.com, Clemente é também apresentador dos programas Heavy Lero no KZG e Filhos da Pátria na rádio Kiss FM. O músico lançou recentemente sua biografia intitulada “Meninos em Fúria” em parceria com o escritor Marcelo Rubens Paiva.



 



Jornalista há 8 anos, Felipe Payão tem passagens e colaborações para veículos como PCMagazine, Black Card e Fantástico. Hoje, é repórter do TecMundo com foco em segurança e cibercrime brasileiro. 



 



Formado em História, Rafael Farinaccio atua como redator da área de tecnologia há 8 anos. Já trabalhou no ramo da tecnologia da informação com produção de material didático nas mais diversas áreas da informática. Hoje, é jornalista do site TecMundo e já fez cobertura de eventos nacionais e internacionais na área de smartphones, computadores, periféricos, games e automóveis.



Level:

Beginner

Comments

Remember that to comment you must participate in the activity.

About this activity