Cookies disclaimer

I agree This website or its third party tools use cookies, which are necessary to its functioning and required to achieve the purposes illustrated in the cookie policy. If you want to know more or withdraw your consent to all or some of the cookies, please refer to the cookie policy. By closing this banner, scrolling this page, clicking a link or continuing to browse otherwise, you agree to the use of cookies.

Campuse.ro
Vamos falar de cyberbulling e intolerância nas redes sociais? #CPBR11
Vamos falar de cyberbulling e intolerância nas redes sociais? #CPBR11
Talk: Vamos falar de cyberbulling e intolerância nas redes sociais? #CPBR11 Marketing / Social Networking
More Information
Description:

O Canal Universal estreará em 2018 a série Rotas do Ódio que tratará sobre o combate aos crimes de ódio ligados ao preconceito racial e de gênero. Esta é uma triste realidade que se reflete também nas redes sociais e para falar sobre o assunto, a diretora da série Susanna Lira contará como foi mergulhar neste universo. Nátaly Neri, do canal de YouTube “Afros e Afins”, também participará desta conversa e compartilhará como é enfrentar essa violência virtual e como podemos mudar esse cenário.



Speakers:

SUSANNA LIRA é cineasta pós-graduada em Direito Internacional e Direitos Humanos. Ao longo de sua carreira, dirigiu cerca de 10 longas metragens exibidos em diversos festivais internacionais. Para a televisão, dirigiu e roteirizou dezenas de séries para canais como a HBO, TV Globo, Al Jazeera, Canal Futura, TV Brasil, Globo Filmes, entre outros. Seu documentário mais recente "Não Saia Hoje" de 2017 ganhou medalha de prata no New York Film Festival. É criadora e diretora geral da série ROTAS DO ÓDIO, do Canal Universal, sobre crimes de intolerância.



 



NÁTALY NERI é graduanda em Ciências Sociais pela Universidade Federal de São Paulo - EFLCH, onde se dedica ao estudo da educação crítica com recorte étnico-racial. É idealizadora e produtora de seu próprio canal no Youtube, o 'Afros e Afins’ que incentiva a autonomia estética, financeira e intelectual da mulher negra a partir de discussões sobre consumo consciente e autônomo, racismo e empoderamento feminino; sempre ancorada nos conhecimentos acumulados e constantemente atualizados em seu curso e em sua militância. Foi considerada uma das 30 Pessoas mais Influentes do Digital em 2016 pelo YouPix; uma das Mulheres Inspiradoras de 2016 pela Think Olga e uma entre os três Comunicadores de Impacto de 2016 pelo Catraca Livre"



Level:

Beginner

Comments

Remember that to comment you must participate in the activity.

About this activity